Carmelo Patti Cabernet Sauvignon 2005

carmelo

Cumprindo com o prometido! Inicio de fato minha volta ao blog com o meu primeiro vinho da semana!

Uma das minhas grandes críticas aos vinhos sul americanos de topo de gama – o que vale mais para Chile, Argentina e Uruguai – é que eles chegam ao mercado ainda jovens, duros, longe de estarem prontos para beber. Isso salvo raras exceções, como os vinhos do Carmelo Patti.

Continuar lendo

Um vinho da Síria! (#CBE junho de 2015)

Grand Vin De Syrie 2007

Enfim volto ao blog, por hora só para comparecer na Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE), mas em breve pretendo retornar a postar uma vez por dia ou dia sim, dia não.

Para esse mês de junho de 2015, o confrade Ewerton Cordeiro, do blog Vinhos de Minha Vida, sugeriu que provássemos “um vinho tinto de país que você nunca degustou harmonizado com um prato típico”. Caramba! Eu que gosto de provar tudo de diferente adorei! (Ewerton, vou ficar devendo a harmonização, desculpa, mas deixei uma boa sugestão no final do post).

Continuar lendo

Colonia las Liebres Bonarda 2012

1423955175

Tinto argentino produzido em Mendoza pela Colonia las Liebres (Alto las Hormigas) com a uva Bonarda. Foi envelhecido em tanques de cimento, sem passagem por carvalho. Gosto dos vinhos argentinos feitos com essa uva, em geral são menos pesados, bem frutados e tem boa acidez. Esse estava assim:

Continuar lendo

Donatela Cinelli Colombini Cenerentola 2010

1423604786

Tinto toscano da incomum DOC Orcia, localizada entre as consagradas DOCG toscanas de Montalcino (Brunello) e Montepulciano (Vino Nobile). Elaborado com as uvas Sangiovese (65%) e a pouco comum Foglia Tonda (35%) na vinícola de Donatella Cinelli Colombini localizada na cidade de Trequanda, a Fattoria del Colle (a produtora possui outra vinícola em Montalcino). O vinho estagiou em barris de carvalho por um ano e estava assim:

Continuar lendo

Rolet Arbois Poulsard Vieilles Vignes 2009

1425237640

Andei meio afastado do blog e hoje tentarei postar duas vezes. Esse é o último vinho que tenho (por hora) para comentar da série dos bota fora de início de ano das importadoras. Um tinto do Jura (AOC Arbois), produzido pelo Domaine Rolet com a uva Poulsard e importado pela Decanter. Nunca tinha bebido um tinto do Jura, nem um vinho com essa uva, esse me pareceu assim:

Continuar lendo

Gere Villány Kékfrankos Prestige 2004

1423426495

Sigo comentando vinhos comprados nos bota fora realizados pela importadoras no início do ano. Esse vinho exótico, importado pela Decanter, é um tinto húngaro da região de Villány, produzido com a casta Kékfrankos (Blaufränkish ou Lemberger, na Alemanha e Frankovka em países eslavos). Estava assim:

Continuar lendo