Início » País de origem » Brasil » 3ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: Brasil)

3ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: Brasil)

Mondovino

Começarei esse post da mesma forma que o post sobre a segunda etapa deste evento. Já faz mais de um mês que ele ocorreu, bem, antes tarde do que nunca! No dia 02/12/2014 estive em uma degustação de espumantes organizada pela Mondovino, loja especializada localizada no bairro do Recreio dos Bandeirantes, cidade do Rio de Janeiro. Já há um tempo o Cesar vem planejando um campeonato de espumantes de todo mundo, em outubro do ano passado a ideia começou a sair do papel.

O campeonato de espumantes consiste em uma série de degustações realizadas às cegas, com diferentes etapas divididas por categorias (diferentes regiões produtoras). Os participantes das diferentes etapas dão notas aos espumantes provados e um ranking é formado. Serão sete etapas no total, depois de realizadas todas elas, uma grande degustação final será organizada com os vencedores de cada categoria. Não foram incluídos nas degustações os espumantes rosé, que farão parte de uma etapa em separado.

A primeira etapa, que eu não pude ir, contemplou espumantes franceses sem ser Champagne (vencedor foi o Crémant d’Alsace Domaine Zusslin Brut Prestige). A segunda etapa (comentada aqui) foi de espumantes pelo mundo (o vencedor foi o Hunter’s Miru Miru Brut Reserve 2006 da Nova Zelândia), a terceira etapa, comentada nesse post, foi de espumantes brasileiros (vencedor nos meus comentários sobre os vinhos) e neste sábado, dia 17/01/2015, será realizada a quarta etapa, a partir das 17:00 horas na Mondovino, na qual o tema será Cava.

Nessa degustação de espumante nacionais, foram provados nada mais, nada menos que 9 espumantes, foram eles (ordenados da maior para a menor média das notas recebidas na degustação):

1417571575

Valmarino & Churchill Prestige Brut Nature 2010: produzido a partir de uvas Chardonnay (70%) e Pinot Noir (30%) provenientes de vinhedos em Pinto Bandeira, distrito de Bento Gonçalves – RS, o vinho base desse espumante estagia por 6 meses em barricas novas de carvalho americano. Em sua segunda fermentação, na garrafa, esse espumante permanece 12 meses em autólise. O resultado na taça foi uma bela cor amarelo palha, com perlage intenso, fino e persistente. Os aromas eram complexos lembrando abacaxi, frutas cítricas, tostado e massa de pão. Na boca era muito equilibrado, intenso, bem ácido, conseguindo ser refrescante e cremoso. Persistência longa. Excelente espumante, mereceu o primeiro lugar na avaliação dos presentes.

1417571609

Cave Geisse Terroir Nature 2009: também de vinhedos em Pinto Bandeira, esse corte entre Chardonnay (50%) e Pinot Noir (50%) passa por 180 dias de fermentação e mais 36 meses com as leveduras em autólise. Na taça apresentou cor amarelo palha, com borbulhas finas, intensas e persistentes. No nariz era complexo, lembrando frutas cítricas, defumado, coco queimado e baunilha. Na boca era cremoso, com ótima acidez e equilíbrio. Conseguia ser denso (encorpado e cremoso) e refrescante ao mesmo tempo, ótimo espumante, mereceu o segundo lugar (OBS: nas minhas notas foi o vencedor).

1417571768

Vallontano LH Zanini Brut 2010: corte entre Chardonnay (75%) e Pinot Noir (25%) de uvas provenientes do Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves – RS. Durante a segunda fermentação em garrafa, permaneceu por 24 meses em contato com as leveduras. Na taça apresentou cor amarelo palha, com perlage fino, intenso e persistente. No nariz sugeria abacaxi, limão, baunilha e fermento. Na boca era bem seco, untuoso, com forte acidez e tinha leve amargor, que não incomodava muito. Não me agradou muito, mas foi terceiro colocado na avaliação geral.

1417571712

Maximo Boschi Speciale Brut 2008: mais um que segue o corte tradicional de Chardonnay (55%) com Pinot Noir (45%) e também elaborado com uvas do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves – RS. Permaneceu por 36 meses em contato com as leveduras  durante a segunda fermentação em garrafa. Na taça demonstrou cor amarelo palha, com perlage fino, intenso e persistente. No nariz tinha certa complexidade, lembrava abacaxi, laranja, fermento e leve floral. Na boca era elegante, muito equilibrado, com forte acidez e bela combinação entre cremosidade e frescor. Ficou em quarto lugar na média geral.

1417571796

Casa Valduga Espumante 130 Brut: corte clássico entre Chardonnay e Pinot Noir, de uvas provenientes do Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves – RS. Depois de sua segunda fermentação em garrafa, permaneceu por mais 36 meses em autólise de leveduras. Na taça tinha cor amarelo esverdeado, com perlage fino, intenso e persistente. No nariz sugeria abacaxi, frutas cítricas, algo floral, levedura e tostado. Na boca tinha belo equilíbrio, ótima acidez e gostosa cremosidade. Consegue aliar refrescância e cremosidade, muito bom! Na minha opinião o mais equilibrado e fácil de beber entre todos os espumante provados. Quinto colocado.

1417571474

Viapiana Brut 575 Dias: produzido apenas com a uva Chardonnay, proveniente de vinhedos em Flores da Cunha – RS, dentro da IP Altos Montes. Seu vinho base passou por maturação de 7 meses em carvalho francês e em sua segunda fermentação (na garrafa), passou 575 dias em contato com as leveduras. Na taça apresentou cor amarelo palha escuro, com borbulhas finas, intensas e persistentes. No nariz era intenso lembrando abacaxi, maçã verde, citrus, algo floral e levedura. Na boca era cremoso e refrescante, com boa acidez e paladar bem mineral. Leve amargor que não incomodava. Assim como o 130, esse é outro espumante muito agradável e fácil de beber, custando em torno de R$ 60,00 foi, na minha opinião, o melhor custo benefício da degustação. Sexto colocado.

1417571687

Don Giovanni Série Ouro Brut: corte entre Chardonnay (60%) e Pinot Noir (40%) de vinhedos em Pinto Bandeira, Bento Gonçalves – RS. Ficou 36 meses em contato com as leveduras durante a segunda fermentação em garrafa. Na taça apresentou cor amarelo palha escuro, com borbulhas finas, de média intensidade e persistência. No nariz tinha certa complexidade, lembrando banana, amêndoas, defumado, fermento e leve oxidado. Na boca era estruturado, cremoso, com acidez razoável. Não tinha muito frescor, era de estilo mais pesado. Não me agradou muito e nem os demais presentes. Ficou em sétimo lugar.

1417571534

Estrelas do Brasil Brut Nature 2007: diferente corte entre Chardonnay, Pinot Noir, Riesling Itálico e Viognier a partir de vinhedos em Bento Gonçalves – RS. Permaneceu por 60 meses em contato com as leveduras durante sua segunda fermentação em garrafa. Na taça apresentou cor amarelo palha escuro, com borbulhas finas de média intensidade e persistência. Aromas discretos lembrando pêssego, laranja e amêndoas. Na boca era amargo, com acidez razoável e pouca cremosidade. O amargor me incomodou. Considerando que esse espumante é muito bem comentado e eu nunca tinha bebido ele antes, pode ter sido problema dessa garrafa. Tinha grande expectativa de que esse seria um dos espumantes mais bem colocados, degustação às cegas é assim. Não gostei, nem os demais presentes, ficou em oitavo lugar.

1417571512

Bodega Czarnobay Pedregais Brut: o corte mais maluco entre todos os espumantes provados, era composto por Chardonnay (75%), Cabernet Sauvignon (15%) e Merlot (10%) de uvas vindas de Encruzilhada do Sul – RS, na região da Serra do Sudeste. Único espumante da degustação elaborado pelo método charmat. Tinha cor amarelo esverdeado, com borbulhas finas de média intensidade e boa persistência. No nariz sugeria abacaxi, casca de limão e levedura. Na boca era leve, pouco cremoso, bem ácido e com amargor que incomodava um pouco. Acho que ficou um tanto prejudicado na avaliação por ser o único espumante charmat da degustação, embora tenha sido o primeiro a ser servido. Ficou em nono e último lugar.

Siga o blog no FacebookInstagram, TwitterGoogle+ ou Tumbrl.

Resumo do evento:

Nome: 3ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: Brasil)

Local: Mondovino, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro – RJ

Organização: Mondovino

Data (horário): 02/12/14 (às 18:00 horas)

Com quem: o pessoal da confraria.

Preço: R$ 140,00.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s