Início » País de origem » Alemanha » 2ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: pelo mundo)

2ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: pelo mundo)

Mondovino

Já faz mais de um mês que fui nesse evento, bem, antes tarde do que nunca! No dia 25/10/2014 estive em uma degustação de espumantes organizada pela Mondovino, loja especializada localizada no bairro do Recreio dos Bandeirantes, cidade do Rio de Janeiro. Já há um tempo o Cesar vem planejando um campeonato de espumantes de todo mundo, em outubro desse ano a ideia começou a sair do papel.

O campeonato de espumantes consiste em uma série de degustações realizadas às cegas, com diferentes etapas divididas por categorias (diferentes regiões produtoras). Serão sete etapas e depois de realizadas todas elas, uma grande degustação final será organizada com os vencedores de cada categoria. Não foram incluídos nas degustações os espumantes rosé, que farão parte de uma etapa em separado.

A primeira etapa, que eu não pude ir, contemplou espumantes franceses sem ser Champagne (vencedor foi o Crémant d’Alsace Domaine Zusslin Brut Prestige). A segunda etapa foi a que comento nesse post, de espumantes pelo mundo (o vencedor está sinalizado nas minhas impressões sobre os vinhos) e a terceira etapa será realizada essa terça feira, dia 02/12/2014, a partir das 20:00 horas na Mondovino, na qual serão provados espumantes nacionais.

Quanto aos espumantes bebidos:

1414269556

Kunstler Sekt Riesling Brut 2008: espumante alemão da região de Rheingau, safrado e produzido apenas com a casta Riesling. Cor amarelo pálido com perlage fino, intenso e persistente. No nariz era bem cítrico, lembrando também maçã, tostado, leveduras e algo mineral. Na boca era bem seco, cremoso, mas nem um pouco pesado, sendo até bem refrescante, com boa acidez e mineralidade. Bom equilíbrio e persistência. Ótimo espumante, ficou em 3º lugar na degustação.

1414269824

Luigi Bosca Bohème Brut Nature: considerado por muitos como o melhor espumante argentino da atualidade é elaborado com as castas Pinot Noir e Pinot Meunier (60%) e Chardonnay (40%) em Luján de Cuyo, Mendoza. Apresentou cor amarelo palha com perlage bem fino, intenso e persistente. No nariz era interessante, lembrava frutas cítricas, nozes, avelã e massa de pão. Na boca era muito cremoso e encorpado, tinha boa acidez, mas não era muito refrescante, sendo um espumante de estilo mais mais pesado. Bom equilíbrio e persistência bem longa. Bem gastronômico, ficou em 2º lugar na degustação.

1414269409

Viña Mar Metodo Tradicional Brut: corte clássico entre Pinot Noir (70%) e Chardonnay (30%) de uvas provenientes do Vale de Casablanca, no Chile. Na taça tinha cor amarelo palha com borbulhas finas, intensas e persistentes. No nariz lembrava pêssego, frutas cítricas, jasmim e leveduras. Na boca tinha forte acidez, era cremoso e refrescante, com um toque mineral e leve amargor no fundo de boca. Bom equilíbrio no geral. Um bom espumante, mas não empolgou, o amargor me incomodou um pouco. Ficou em 4º lugar na degustação.

1414269682

Hunter’s Miru Miru Brut Reserve 2006: também com elaborado a partir do clássico corte Pinot Noir (60%) e Chardonnay (40%) na região do Vale de Wairau na Nova Zelândia. Na taça apresentou cor amarelo palha, com perlage fino, intenso e persistente. No nariz era complexo e interessante, bem diferente, lembrava maçã verde, café, baunilha, tostado e levedura. Na boca tinha ótimo equilíbrio, era cremoso, refrescante, com deliciosa acidez e gostosa nota mineral. Persistência longa Foi quem passou para a próxima fase, surpreendeu e levou o 1º lugar na degustação.

1414269260

Murganheira Grande Reserva Bruto Assemblage 2000: corte entre Malvasia Fina, Tinta Roriz e Touriga Nacional, produzido na região do Vale de Varosa, entre o Douro e a Beira, em Portugal. Cor amarelo palha com bolhas finas de média intensidade e persistência. Os aromas eram um tanto inexpressivos, lembrando maçã, levedura e tostado. Na boca era leve, com acidez fraca, sendo um pouco pesado. Não agride, tampouco agrada. Pelos aromas e principalmente a acidez, acredito que já tenha passado um pouco do ponto. Amargou a última colocação, ficando em 6º lugar.

1414269167

Eskuadro & Kompassu Espumante Bruto 2011: elaborada com as castas Chardonnay, Pinot Noir e Tinto Cão na região de Bairrada, em Portugal. Tinha cor amarelo palha com borbulhas finas, intensas e persistentes. No nariz lembrava abacaxi, frutas cítricas, algo floral e fermento. Na boca era muito equilibrado, refrescante, com boa acidez e cremosidade. Espumante muito bem elaborado, vale seu preço e ficou em 5º lugar na degustação.

Resumo do evento:

Nome: Mondovino Sparkling Wine Championship – países diversos

Local: Mondovino, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro – RJ

Organização: Mondovino

Data (horário): 25/10/14 (às 15:00 horas)

Com quem: o pessoal da confraria.

Preço: R$ 160,00.

Anúncios

Um pensamento sobre “2ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: pelo mundo)

  1. Pingback: 3ª Etapa Mondovino Sparkling Wine Championship (Tema: Brasil) | Contando Vinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s