Início » País de origem » Itália » Chianti: Castello di Volpaia

Chianti: Castello di Volpaia

Volpaia

A segunda vinícola que visitamos foi a Castello di Volpaia, em Radda in Chianti.

A história da vinícola começa no século XI quando foi construída a vila fortificada de Castello di Volpaia que desde esses tempos se dedicava principalmente as atividades de produção de vinho e azeite. Nos anos de 1960 a família Mascheroni adquiriu boa parte da vila e das terras ao seu redor, mantendo a tradição local e investindo na elaboração de vinho e azeite, passando a utilizar apenas práticas orgânicas em seus cultivos. Ao invés de construir uma vinícola com estrutura moderna, optaram por manter os edifícios antigos e transformá-los para funcionamento de sua vinícola.

Castello di Volpaia

Castello di Volpaia

Não conhecia os vinhos da Castello di Volpaia e agora com uma breve pesquisa na internet descobri que eles chegam ao nosso mercado, sendo importados pela Premium Wines.

Paisagem nos arredores de Radda in Chianti

Paisagem nos arredores de Radda in Chianti

Não marcamos a visitação, conhecemos apenas a parte exterior da vinícola (a vila) e fomos direto ao “wineshop” para a degustação dos vinhos, que nos custou 10 euros e pôde ser dividida por duas pessoas. Infelizmente quase não tirei fotos na vinícola, sendo assim vou colocar fotos que tiramos na região.

Quanto aos vinhos, provamos o seguinte:

1407581492

Volpaia Bianco di Volpaia 2013: corte entre Chardonnay e Sauvignon Blanc de vinhedos plantados em altitudes bastantes elevadas para a média dos vinhedos da região. Na taça tinha cor amarelo palha, com aromas simples lembrando lichia, abacaxi e frutas cítricas. Na boca era leve e refrescante, com acidez adequada.

1407581506

Prelius Vermentino 2013: proveniente dos vinhedos que a Volpaia possui na região da Maremma, próximos a costa. Esse Vermentino (100%) demonstrou cor amarelo esverdeado. Os aromas lembravam pera, maçã, frutas cítricas e um toque floral. Na boca tinha médio corpo e era bastante refrescante, com forte e gostosa acidez e mineralidade marcante. Vermentino simples e de bom custo benefício.

1407581521

Volpaia Chianti Classico 2011: vinho de entrada da vinícola, um Chianti Classico elaborado a partir do corte entre 90% de Sangiovese e 10% de Merlot e Syrah. Apresentou cor vermelho rubi e aromas que lembravam cereja, framboesa, folha seca e algo balsâmico. Na boca tinha médio corpo, boa acidez e taninos finos. Bom equilíbrio geral, vinho agradável e fácil de beber.

1407581571

Prelius Cabernet Sauvignon 2012: elaborado com uvas provenientes da região da Maremma, em vinhedos próximos ao mar, esse varietal de Cabernet Sauvignon apresentou cor vermelho violáceo. Os aromas lembravam framboesa, iogurte e algo vegetal. Na boca era macio e óbvio, tinha médio corpo, acidez adequada e taninos finos.

1407581535

Volpaia Chianti Classico Riserva 2010: vinho elaborado com 100% de Sangiovese e que estagiou por 24 meses, 80% em tonéis e 20% em barricas de carvalho. Demonstrou profunda cor vermelho rubi, com aromas de certa complexidade que lembravam cereja, amora, café e folha seca. Na boca tinha médio corpo, deliciosa acidez, taninos macios de agradável presença e bom equilíbrio e persistência.

1407581557

Volpaia Coltassala 2010: produzido apenas com uvas Sangiovese de vinhedo único (Coltassala), devido aos métodos usados na vinificação foi no passado considerado um super toscano, hoje leva a denominação Chianti Classico, após mudanças nas definições do conselho regulador da DOCG. Na taça tinha profunda cor vermelho rubi. No nariz era complexo, lembrando cereja, amora, café, folha seca e um interessante floral. Na boca era de médio corpo a encorpado, com forte e gostosa acidez, taninos de boa presença e macios, um conjunto de interessante equilíbrio. Um Chianti Classico estiloso, mas por 36 euros, também caro.

Uma praça em Radda in Chianti

Uma praça em Radda in Chianti

A visita ao Castello di Volpaia vale muito além dos vinhos, a vila é isolada e a paisagem no caminho é belíssima, a estrada que dá acesso a ela passa entre os vinhedos que geram as uvas para a produção dos vinhos. Nos arredores, Radda in Chianti é uma vila sem muitos atrativos, não tem o mesmo charme de Castellina, uma vez lá, vale a visita ao restaurado Convento di Santa Maria al Prato, onde hoje funciona a “House of Chianti Classico”, enoteca ligada ao “conzorcio” do Chianti Classico que organiza diversos tipos de evento relacionados a este vinho. Além de admirar a bela vista bebendo uma taça de Chianti com salames e queijos locais, vale a pena conferir a programação e ver se algo interessante vai rolar enquanto você estiver pela região.

Vista da paisagem a partir da "House of Chianti Classico" em Radda in Chianti

Vista da paisagem a partir da “House of Chianti Classico” em Radda in Chianti

Siga o blog no FacebookTwitterGoogle+ ou Tumbrl.

Resumo da visita:

Vinícola: Castello di Volpaia

Localização: Località Volpaia-Coltassala, Radda in Chianti

Data da visita: 09/08/2014

Com quem: Patrícia

Preço da degustação: 10 euros (foi permitido dividir uma degustação para duas pessoas)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s