Início » Tipo de post » Evento » Cavist Tasting & Sale – 18/03/2014

Cavist Tasting & Sale – 18/03/2014

Cavist Tasting

Eventos em que somos presença quase garantida são os Cavist Tasting & Sale. A razão disto é que os vinhos degustados são interessantes, podem ser comprados com desconto ao término da degustação, o preço pago pelo convite do evento é razoável e, como se não bastasse, o valor da entrada pode ser revertido para compra dos vinhos provados.

Mesmo sem poder beber (cuspi quase tudo…) fui junto com uma galera no evento, estavam comigo Patrícia, Alexandre, Gabriela e Sávio. Nesse Tasting & Sale, organizado na loja de Ipanema, estavam presentes quatro produtores de diferentes países, todos vinhos trazidos ao Brasil pela Inovini, eram eles Achaval Ferrer (Argentina), Cusumano (Itália), Gonzáles Byass (Espanha) e Kendall-Jackson (Estados Unidos). Havia um total de 15 vinhos a serem degustados e conseguimos provar todos eles. Em minha opinião, os destaques foram os seguintes:

1395179327

Cusumano Insolia 2012: vinho produzido na Sicília, Itália, sendo um varietal da interessante uva autóctone Insolia. Na taça era amarelo esverdeado bem límpido. No nariz era bem aromático, lembrando pera, melão e um gostoso floral. Na boca era muito equilibrado, com bastante leveza e frescor. A acidez era adequada e sentia-se um gostoso mineral no paladar. Um branco leve, fácil e com estilo bem agradável. Fácil de beber e de gostar. Por 50 – 60 reais é um ótimo custo benefício.

1395181670

Kendall-Jackson Vintner’s Reserve Pinot Noir 2011: um bom Pinot Noir californiano com estágio de 7 meses em barris de carvalho e 13,5% de álcool. Na taça tinha cor vermelho cereja bem transparente. No nariz era bem agradável e me lembrou cereja, baunilha, pimenta e café. Na boca era leve e bem macio. Bastante equilibrado, com álcool no lugar, boa acidez e taninos finos.

1395184342

Cusumano Sàgana Nero d’Avola 2006: um varietal siciliano de Nero d’Avola de perfil mais sério, com passagem de 12 meses por carvalho. Apresentou bela cor vermelho rubi, com um certo halo de evolução. No nariz era complexo e interessante, me lembrou amora, uva passa, pimenta e alguma especiaria (chutei cravo). Na boca era quente e apimentado, mas de um modo aveludado. Um vinho de médio corpo, com taninos macios, forte acidez e bom equilíbrio. Um belo vinho, tem estilo e complexidade. Não aparentou seus quase 8 anos desde a taça até a boca.

1395185995

Kendall-Jackson Vintner’s Reserve Merlot 2010: interessante Merlot, com 13,5% de álcool e 12 meses em carvalho francês e americano. Aromas que sugeriam cereja, framboesa, tabaco e um gostoso vegetal. Na boca era macio e equilibrado, com bom corpo (médio a encorpado), gostosa acidez e taninos agradáveis. Um Merlot típico e bem feito, sem arestas, nem exageros. Foi o vinho que mais me surpreendeu, eu não conhecia e não esperava muito dele, quando provei gostei bastante.

1395187052

González Byass Finca Constancia 2010: espanhol da região de Castilla La Mancha, corte entre as uvas Syrah, Cabernet Franc, Petit Verdot, Graciano e Tempranillo que estagia por 6 meses em barris de carvalho americano e francês. Na taça tinha uma bela cor rubi intenso, com aromas de certa complexidade sugerindo amora, pimenta, café e tostado. Na boca tinha boa estrutura e equilíbrio. Com taninos bem agradáveis e ótima acidez. De médio corpo a encorpado. Vinho diferente e interessante, não é um espanhol clássico, mas é bem espanhol. Na casa dos 60 – 70 reais é um belo custo benefício.

1395188263

Achaval Ferrer Quimera 2011: da aclamada Achaval Ferrer, esse vinho é um interessante corte de Malbec, Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Petit Verdot, que passa 12 meses em carvalho francês. Na taça um profundo vermelho violeta já sugeria a potência do vinho. No nariz os aromas eram complexos e lembravam ameixa, chocolate, café, tostado e um gostoso vegetal.  Na boca estava bastante potente, estruturado e jovem, mas já macio e com certo equilíbrio. Acidez e taninos que prometem vida longa. Um baita vinho! Agora, eu acho que a Achaval Ferrer solta seus vinhos no mercado bem antes do tempo ideal, é bem gostoso bebê-los assim, mas imagino que mereçam mais tempo em garrafa para demonstrar todo seu potencial.

Obs: ontem, dia 18/03/2014 o blog completou um ano. Eu tinha que beber! Quando eu terminar de tomar o remédio, postarei algo comemorativo.

Sobre o evento:

Nome: Cavist Tasting & Sale

Local: Cavist Ipanema, Ipanema, Rio de Janeiro – RJ

Organização: Cavist e Inovini

Data (horário): 18/03/14 (das 18 às 22 horas)

Com quem: Patrícia, Alexandre, Gabriela e Sávio.

Preço: R$ 70,00 (que poderiam ser utilizados como crédito na compra de vinhos após o evento)

Anúncios

4 pensamentos sobre “Cavist Tasting & Sale – 18/03/2014

    • Poizé Felipe,

      Apenas 3 anos de maturação para esse vinho não é suficiente. Poderia envelhecer pelo menos uns cinco antes de ser comercializado e nem precisava aumentar o preço, pois ele já é bem precificado.

      Ano passado bebi um Malbec (o vinho de entrada deles mesmo) de 2008, estava maravilhoso, com 5 anos o vinho é outro. Nem se compara ao 2012 que bebi nessa degustação.

      Abraço,
      Jorge

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s