Início » País de origem » Brasil » Panorama Geral: Vinhos e Enoturismo em Santa Catarina

Panorama Geral: Vinhos e Enoturismo em Santa Catarina

Bandeiras Estados do Brasil

Explicando minha ausência no blog, durante o carnaval eu e Patrícia viajamos de carro do Rio de Janeiro até Santa Catarina. O foco da viagem foi o enoturismo, visitamos algumas vinícolas que em breve estarei comentando aqui no blog.

Como sempre gosto de fazer ao comentar minhas viagens vou escrever esse post com o panorama geral da região, seus vinhos e o funcionamento do enoturismo.

O estado de Santa Catarina hoje possui cultura vitivinícola em pelo menos duas regiões distintas, o Vale do Contestado e a Serra Catarinense, ambas com a grande maioria dos vinhedos localizados em altitudes acima dos 1000 metros em relação ao nível do mar, sendo o Vale do Contestado uma região com clima de influência mais continental em relação a Serra Catarinense, onde existe maior influência do Atlântico. Além de diferenças entre os solos das duas regiões, onde os da Serra Catarinense em geral são menos intemperizados e portanto mais pedregosos em relação aos do Vale do Contestado.  Nem preciso dizer que isso reflete em certa diferença nos vinhos dessas duas regiões. Abaixo reproduzo um mapa da ACAVITIS (Associação Catarinense dos Produtores de Vinhos Finos de Altitude) com a localização de todas as vinícolas do estado.

Mapa Acavitis

Visitamos as duas regiões e embora elas não possuam grande estrutura focada no enoturismo, em ambas existem vinícolas muito bem preparadas para receber visitantes e que fazem valer a pena o passeio. Na maioria das vinícolas é necessário agendar a visitação, sendo também indicado tomar instruções prévias a respeito do acesso, tendo em vista que o sinal de celular é em geral ruim em ambas regiões e nas estradas não há muita sinalização de como chegar até as vinícolas.

Quanto as vinícolas é bastante interessante notar uma característica comum a grande parte delas, várias nasceram dos sonhos de empresários bem sucedidos em outros ramos e que por razões diversas – paixão pelo vinho, identidade familiar com a bebida, diversificação de atividades – resolveram investir na produção de vinhos de qualidade. Sendo assim, observa-se na região gente disposta e competente (afinal tiveram sucesso em suas vidas profissionais) investindo pesado, de forma financeira e emocional, na produção de vinhos com a maior qualidade possível.

Paisagem agrícola comum no Vale do Contestado

Paisagem agrícola comum no Vale do Contestado

Sobre os vinhos, me animaram muito os brancos, principalmente aqueles elaborados com a Sauvignon Blanc. Os Chardonnay, barricados ou não, também merecem destaque, isso além de um ou outro vinho que provei de castas diferentes. Em toda vinícola que visitava eu fazia a mesma pergunta: ” Por que não se investe mais na produção de brancos?” “Por que não se experimenta castas diferentes como Gerwuztraminer, Riesling, etc? A resposta variava, mas não muito, tendendo para o fato de que é muito mais difícil comercializar vinhos brancos do que tintos. Isso num país com o nosso clima, muito mais propício ao consumo de brancos. Vai entender?

Vinhedos da Villaggio Bassetti em São Joaquim, Serra Catarinense

Vinhedos da Villaggio Bassetti em São Joaquim, Serra Catarinense

Os tintos de Santa Catarina tem caráter próprio, possuem charme, são mais aromáticos que o padrão e muito instigantes no nariz, mas na boca, de modo geral, não me empolgaram tanto. Além disso, eles estão muito limitados ao “Cabernet-Merlot”. No entanto, provei alguns ótimos e bem interessantes exemplares, os quais me animaram e me fizeram acreditar que a região tem potencial para oferecer muito mais. Afinal, o grande desenvolvimento da vitivinicultura em Santa Catarina se deu de 10 anos para cá.

Vinhedos da Santa Augusta em Videira, Vale do Contestado

Vinhedos da Santa Augusta em Videira, Vale do Contestado

Embora o tempo curto de viagem e o cronograma apertado de visitas não nos tenha permitido curtir muitos outros aspectos turísticos, além de vinícolas e paisagens, há muito o que se ver no interior de Santa Catarina. Vale a pena uma viagem com mais tempo e calma, o que planejo fazer no futuro.

Alguns bons sites que usei como referência para planejar a viagem e conhecer melhor os vinhos e a região:

ACAVITIS (http://www.acavitis.com.br/) – site da Associação Catarinense dos Produtores de Vinhos Finos de Altitude, possui informações sobre o estado, vinícolas, dentre outras coisas.

Vinhos de Santa Catarina (https://vinhosdesantacatarina.wordpress.com/)  –  blog como muita informação sobre a vitivinicultura e o enoturismo no estado de Santa Catarina.

Destino SC (http://destinosc.com.br/) – além de roteiros sobre o enoturismo, dispõe de dicas de viagem para todas as regiões de Santa Catarina e para diversos tipos de turismo. Além de dicas de bares e restaurantes.

Vinhos Brasileiros por Rogerio Dardeau (https://www.facebook.com/pages/Vinhos-Brasileiros-por-Rogerio-Dardeau/) – fã page do facebook dedicada a promover os vinhos brasileiros. Contém comentários sobre diversos vinhos e vinícolas de Santa Catarina.

Obs: durante dez dias estarei tomando antibiótico e impossibilitado de beber, estarei postando sobre vinhos que bebi e ainda não comentei e sobre as vinícolas visitadas em Santa Catarina. Também ando planejando começar a ir um pouco mais além dos meus usuais comentários sobre vinhos, quem sabe essa não é uma boa oportunidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s