Início » País de origem » Líbano » A vinícola Batroun Mountains

A vinícola Batroun Mountains

Batroun Mountains 1

A última das três vinícolas que consegui visitar em minha viagem ao Líbano.

A Batroun Mountains é uma vinícola familiar e foi uma das primeiras a se estabelecer no distrito de Batroun, região norte do Líbano, em 2003. Possui vinhedos localizados em seis diferentes vilas, em altitudes que variam de 400 a 1500 metros. Seu proprietário e enólogo Assad Hark estudou enologia nos Estados Unidos e procura expressar o terroir de Batroun em cada uma das aproximadamente 50.000 garrafas que produz por ano.

Vinhedos na paisagem de Batroun

Vinhedos na paisagem de Batroun

Apesar de atrapalhá-los em plena colheita, fomos muito bem recebidos na vinícola por Katy, esposa de Assad, e uma de suas filhas. Provamos os seguinte vinhos:

Batroun Mountains Riesling 2012: algo bem inusitado, um varietal de Riesling produzido no Líbano. Proveniente de vinhedos em 1500 metros de altitude, apresentava aromas de boa intensidade e agradáveis remetendo a pêssego, pêra, frutas cítricas e jasmim. Na boca era bem redondinho, refrescante, com uma acidez maravilhosa e bastante mineralidade. Persistência longa. Um vinho interessante e estiloso, não é de grande complexidade, mas impressiona.

Batroun Mountains Seven 2012: branco elaborado com sete diferentes castas (daí o nome “seven”), um complicado corte entre Chardonnay, Riesling, Sauvignon Blanc, Muscat, Merwah, Obaideh e uma uva local não identificada. No nariz era bastante aromático, floral, apresentando também aromas de frutas e herbáceos. Na boca era bem fresco, equilibrado, com ótima acidez e gostosa mineralidade.

A vinícola

A vinícola

Batroun Mountains Syrah 2010: um Syrah varietal muito potente e um tanto rústico. Coloração violeta profunda típica dessa uva. Nos aromas havia amora, ameixa, pimenta, tostado e algo terroso. Na boca muita potencia e estrutura, bem encorpado, com forte acidez e taninos marcantes, ainda um pouco verdes. Vinho interessante com características típicas da uva Syrah e bastante potência. Creio que ainda necessita de alguns anos na garrafa para amaciar.

Batroun Mountains Cabernet Sauvignon 2010: um Cabernet Sauvignon varietal também com muita potencia e rusticidade. A cor violeta, não muito profunda e com certa transparência, não denunciava a potencia desse vinho, os intensos aromas remetiam a amoras, geleia, menta, pimentão, tostado e tabaco. Na boca muita intensidade e estrutura, extremamente encorpado, com taninos fortes, ainda um tanto verdes e uma bela acidez fechando o conjunto. Um vinho rústico, creio que venha a melhorar envelhecendo em garrafa por mais 5 a 10 anos. Para que gosta de (muita) potência beber agora pode ser uma experiência interessante.

As uvas colhidas e o vinhedo ao fundo

As uvas colhidas e o vinhedo ao fundo

Gostei bastante dessa vinícola, achei que eles trabalham melhor seus vinhos brancos que os tintos. Os tintos, todos que já provei, eram um tanto rústicos, são diferentes e interessantes, mas não são muito meu estilo. Já os brancos… Todos são muito bons, prezam pelo frescor e pela mineralidade, me agradam muito.

Depois que eu já tinha visitado a vinícola descobri que um primo de minha mãe, que possui uma empresa de frete, era contrato pela Batroun Mountains para fazer o transporte das uvas do vinhedo para a vinícola. Ele me levou até os vinhedos, onde eu pude acompanhar parte do processo de transporte das uvas Cabernet Sauvignon. Experiência interessante. Daí que vieram a maior parte das fotos que ilustram esse post.

Uvas ainda nas vinhas

Uvas ainda nas vinhas

Como dicas de turismo na região, considerando que no post anterior já falei sobre a cidade de Batroun, nesse vou sugerir a cidade de Jbeil (ou Byblos), localizada a apenas alguns quilômetros de Batroun. Jbeil é uma das cidades continuamente habitadas há mais tempo no mundo, aproximadamente 7.000 anos. Cheia de história das mais variadas, onde podem ser observadas ruínas de diferentes períodos e influência de vários povos, como fenícios, romanos, árabes, cruzados e por aí vai.

Pôr do sol nas ruínas de Byblos.

Pôr do sol nas ruínas de Byblos

O porto de Jbeil, construído originalmente pelos fenícios

O porto de Jbeil, construído originalmente pelos fenícios

A noite e os bares no charmoso (e antigo) mercado de Jbeil

A noite e os bares no charmoso (e antigo) mercado (souk) de Jbeil

Resumo da visita:

Vinícola: Batroun Mountains

Localização: Rawabi Village, Batroun, Norte do Líbano

Data da visita: 05/09/2013

Com quem: Chemil

Preço da degustação: gratuita

Obs: os vinhos da Batroun Mountains não são importados para o Brasil.

Anúncios

Um pensamento sobre “A vinícola Batroun Mountains

  1. Pingback: Batroun Mountains Cabernet Sauvignon 2010 | Contando Vinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s