Início » País de origem » Grécia » Creta: Boutari

Creta: Boutari

BOUTARI

Em Creta, com o planejamento de viagem um tanto atrasado, o GPS do celular sem funcionar e considerando o que vimos da Boutari em Santorini, resolvemos ir na vinícola deles em Creta.

A nova vinícola da Boutari em Creta foi inaugurada em 2004, mas a companhia já pertencia vinhedos na região de Heraclião desde 1990, a qual é famosa desde a antiguidade por sua aptidão para o cultivo de uvas para produção de vinhos. Não foi necessário marcamos a visita já que pelo menos durante o verão, a vinícola fica aberta para visitação de segunda a sexta feira das 9:00 às 17:00.

A vinícola.

A vinícola.

A degustação era gratuita e incluía apenas vinhos da Boutari produzidos em Creta. Provamos quatro vinhos, eram eles:

Boutari Fantaxometocho 2011: vinho branco elaborado em Creta a partir de corte entre as uvas Chardonnay (60%), Malvasia Aromatica (25%) e Vilana (15%). O resultado ficou bem harmônico tendo em vista que o vinho era bem aromático, com flores e frutas e um toque vegetal e na boca era bem estruturado, com boa presença e acidez. Bem equilibrado e com boa persistência.

Boutari Skalani 2009: um corte entre Syrah (50%) e a variedade Kotsifali (50%), típica de Creta. Boa intensidade e complexidade aromática com notas de frutas, especiarias e um toque vegetal. Na boca era macio, encorpado, boa acidez, com taninos firmes e agradáveis. Persistência longa, deixando um ótimo gosto na boca. Já está bem redondinho e prazeroso para ser bebido agora, mas com certeza tem a ganhar envelhecendo na garrafa. Um belo vinho!

A vista dos vinhedos.

A vista dos vinhedos.

Boutari Moscato Spinas 2008: vinho de sobremesa elaborado a partir de uvas Moscato plantadas na localidade de Spinas em Creta. No nariz era impressionante sua intensidade, com fortes aromas de maracujá, damasco, jasmim e mel. Na boca mantinha a intensidade sendo bastante denso e tendo a acidez em harmonia com a doçura. Persistência bastante longa. Mais um belo vinho!

Boutari Iouliatiko 2005: mais um vinho de sobremesa, só que dessa vez tinto, elaborado com uvas secas ao sol da variedade nativa de Creta Liatiko. Tanto no nariz, quanto na boca me pareceu oxidado demais, também achei muita madeira no paladar, além da sensação de que falta algo no vinho. A garrafa é bonita, mas o conteúdo não me agradou.

Enfim, para quem visitou a Boutari em Santorini, não vale a pena ir na de Creta. A estrutura é bonita, assim como a paisagem, mas a vinícola de Santorini estava mais bem preparada para receber turistas e o vinho mais interessante da degustação de Creta (Skalani) pode ser provado em Santorini. Para quem não visitou a Boutari em Santorini a visita é válida e recomendo fazê-la após visitar o diferente e parcialmente restaurado sítio arqueológico de Knossos.

Parte restaurada da entrada norte do Palácio de Knossos.

Parte restaurada da entrada norte do Palácio de Knossos.

Resumo da visita:

Vinícola: Boutari

Localização: Heraclião, Creta, Grécia (existem mais 5 vinícolas da Boutari na Grécia)

Data da visita: 24/08/2013

Com quem: Patrícia

Preço da degustação: gratuita

Obs: os vinhos da Boutari são importados para o Brasil pela Vinci.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s