Início » País de origem » Espanha » Primeiro encontro da Confraria de Vinhos do Recreio

Primeiro encontro da Confraria de Vinhos do Recreio

A partir da ideia, da disposição e do empenho do Cesar Valle (que junto com o Rogério é dono da loja Mondovino) em montar uma confraria apenas com moradores do bairro do Recreio dos Bandeirantes (Rio de Janeiro, RJ) e redondezas, realizamos na quinta feira, dia 11/07/13, a partir das 20:00 horas, o encontro inaugural da Confraria de Vinhos do Recreio.

A confraria tem como objetivo proporcionar uma confraternização entre seus integrantes, bem como a oportunidade de provar vinhos especias, daqueles que não bebemos no cotiano, sendo as despesas divididas entre os confrades. O combinado é que nossa confraria se reúna na segunda quarta feira de cada mês, os encontros serão realizados principalmente na Mondovino, podendo ocorrer em ocasiões especias em restaurantes ou outros espaços, as degustações vão abranger temas variados, pré combinados entre os confrades, podendo ser feitas as cegas ou não.

Estiveram presentes em nosso primeiro encontro, cujo tema foi vinhos de diferentes regiões da Espanha, oito confrades, convidados pelo Cesar por serem seus amigos e ou clientes assíduos. Como um registro de nosso primeiro encontro, publico aqui no blog um relato dos vinhos que bebemos, escrito pelo Cesar, sendo as fotos tiradas pelo confrade Anderson Andrade.

Raventos

Abrimos os trabalhos com um excelente Cava L’Hereu de Raventós i Blanc Brut 2009, de uma das famílias mais tradicionais da região do Penedès. Em sua composição, as uvas autóctones Macabeo, Xarel-lo e Parellada, com período de 15 meses de autólise. Apresentou cor amarelo-palha, aromas expressivos de levedura e notais florais. Paladar fresco, com boa persistência e acidez.

Strabon

O primeiro tinto da noite foi um representante da Denominação de Origem Toro, famosa por seus tintos potentes e com maior estrutura tânica que os demais da Espanha. O Strabon Plata 2005, das Bodegas Gil Luna, estagiou por 12 meses em barricas de carvalho francês e americano. Mostrou coloração rubi com reflexos evoluindo do granada para o alaranjado. Nariz intenso, mostrando chocolate e frutas negras. Na boca, boa estrutura, acidez correta, confirmando a tanicidade característica dos vinhos de Toro.

Alberdi

Seguimos com o Viña Alberdi Reserva 2005, da bodega La Rioja Alta. Este Reserva envelheceu por 2 anos em barricas de carvalho e apresentou cor cereja intensa. Aromas de café, tabaco e morangos. Na boca, taninos maduros e acidez viva, demonstrando potencial de guarda.

Pingus

Continuamos com o Pingus Psi 2009, da D.O. Ribera del Duero. Este Tempranillo do “mago” Peter Sisseck amadureceu por 18 meses em um mix de tanques de cimento, tonéis e barricas de carvalho. Cor rubi profundo, reflexos violáceos. Nariz discreto, com algumas notas de frutas vermelhas. Na boca, mostrou boa estrutura, com taninos e acidez vivos, demonstrando que ainda precisa de alguns anos em garrafa. Para mim, foi o vinho que mais sentiu falta de uma harmonização com um prato substancioso. Ok, senti falta da paleta de cordeiro…

Manyetes

Completamos a degustação de vinhos espanhóis com o Clos Manyetes 2005, da propriedade Clos Mogador. Este corte das variedades Garnacha, Cariñena, Cabernet Sauvignon e Syrah estagiou por 14 meses em barricas novas de carvalho francês. Cor rubi com borda granada. Complexidade aromática, com notas de fruta confitada e tabaco predominando. Taninos doces, fresco e potente, com um retrogosto de torrefação. Grande vinho de René Barbier, o melhor produtor do Priorat, na minha opinião.

Batroun Mountains

Quando todos pensavam que tinha acabado a festa, o confrade Jorge nos surpreendeu com o vinho libanês Batroun Mountains Prestige Rouge 2007, um corte bordalês de Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc, produzido na cidade costeira de Batroun, distante 50km ao norte de Beirute. Com 6 anos de idade, o vinho não se intimidou com os anteriores e mostrou taninos marcados e boa acidez, também mostrando vocação gastronômica. No nariz, aromas de mirtilo, tabaco e notas herbáceas.

Resumo do evento:

Nome: 1º Encontro da Confraria de Vinhos do Recreio

Local: Mondovino, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro – RJ

Organização: Cesar Valle da Mondovino

Data (horário): 11/07/13 (início do encontro às 20:00 horas)

Com quem: Patrícia, Cesar Valle, Ana Cristina Afonso, Anderson Andrade, Luiz Cobra, Denise Rebouças e Mayze Machado.

Preço: R$ 150,00 por confrade.

Anúncios

12 pensamentos sobre “Primeiro encontro da Confraria de Vinhos do Recreio

  1. É Marcelo,

    A coisa foi boa.
    O Cesar que fez a seleção e mandou muito bem.
    É a primeira confraria da qual participo e fiquei bastante feliz com o encontro!

    Abraço,
    Jorge.

  2. Roberta,

    Vou fazer a mesma coisa que fiz acima com o Fernandes, entrarei em contato contigo por e-mail e peço que fale com o Cesar da MondoVino que é quem organiza os encontros da confraria.

    Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s