Início » País de origem » Brasil » Sem preconceito: Almadén Chardonnay 2012

Sem preconceito: Almadén Chardonnay 2012

Almadén Chardonnay

Mais uma vez a safra 2012 no Brasil.

Cabe mencionar que não tenho preconceitos com relação a vinhos. Devido às minhas restrições orçamentárias, a maior parte do que bebo está abaixo de 30 reais, alguns até R$ 50 e raros acima de tal valor. Sendo assim, tenho que peneirar bem o mercado atrás dos melhores custo-benefício. Considero provar de tudo.

Desde que a Miolo comprou a Almadén e reformulou a marca como um todo, venho provando os vinhos e, de modo geral, eles são razoáveis (melhor que o Miolo seleção). Claro, o sujeito não pode abrir a garrafa com grandes expectativas,  na verdade, hoje no Brasil, por dez reais, se algum deles prestar já pode ser considerado um achado. Se não me engano, tenho bebido os Almadéns desde a safra 2010, e eles tem variado de um ano para o outro, não sei se tem mais haver com o clima, ou se o pessoal da enologia está “ajustando” o trabalho ano após ano.

Com relação aos vinhos, o único que gostei em todas as safras foi o Riesling (inclusive o bebo com certa frequência), o Merlot, na minha opinião, é sempre o pior. Dessa safra 2012, já bebi vários e posso dizer que, com certeza, o nível médio dos vinhos está melhor que nas outras, minhas impressões são: 1) o Merlot foi o piorzinho, apenas bebível (e olhe lá); 2) o Cabernet Sauvignon é ok e só (por dez reais!? Tranquilo!); 3) o Tannat, acredite, tá bem legal; 4) o Riesling, o menos variável entre safras, sempre se apresenta bem simples e correto, por dez reais… É uma boa pedida!; 5) o Chardonnay… Bem, vou falar dele agora!

No visual, amarelho palha, límpido, transparente e com bom brilho.

No nariz, boa intensidade, aromas simples, agradáveis, frutados (abacaxi, cítricos e pera) e um toque floral.

Na boca tem boa intensidade, persistência razoável, é bem frutado com um toque mineral. A acidez se destaca, equilibrando com o açúcar residual, que é perceptível, não só nesse como em todos os vinhos da linha. Pressuponho que essa característica seja uma decisão comercial para os vinhos da Almadén, tendo em vista torná-los mais “fáceis” e aceitáveis ao público iniciante ou que não tem muito costume de beber vinho. Um defeito, conforme se vai bebendo o vinho, ele se torna um tanto enjoativo, acredito que seja culpa do açúcar residual, não sei.

Enfim, o vinho surpreende. Simples e correto (desde que você entenda a proposta da linha). Está bem melhor que o da safra passada (Chardonnay de 2011), o qual, pelo que eu me lembre, era bem menos intenso e persistente.

Recomendo, vale a pena tentar, se o açúcar não lhe incomodar, vai descobrir uma boa pedida na faixa de 10 a 15 reais.

Quase esqueci. Mais uma recomendação: se você se deparar hoje com uma garrafa de 2011 ou mais antigo de qualquer Almadén, não compre. Por suas características, esses vinhos deterioram rápido, pode acreditar, já fui cobaia (OBS: acredito que o Tannat e o Cabernet Sauvignon consigam durar mais tempo).

Blogs que avaliaram esse vinho (em outras safras): Universo dos Vinhos, Notas Etílicas, Beber Vinho.

Resumo do vinho:

Nome: Almadén Chardonnay

Vinícola: Almadén

Região: Campanha Gaúcha, Brasil

Teor alcoólico: 13,5%

Safra: 2012

Uva: Chardonnay

Preço: R$ 10,90

Comprado em (mês/ano): Carrefour (03/13)

Bebido com (data): Alexandre (09/04/2013)

Nota: 84/100.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sem preconceito: Almadén Chardonnay 2012

  1. Vinho não é coca cola, gostar ou não é algo muito subjetivo, isso vale para marca, tipo de uva e preço. Muitas vezes um vinho barato satisfaz muito mais que um caro e com nome. Outro dia um amigo, para impressionar serviu uma champagne importada, ninguem gostou, serviu em seguida um frizante nacional e todos adoraram, gosto é algo muito pessoal, e com certeza não esta condicionado a preço.

  2. Willian,
    Concordo 100%. Penso que vinho bom é aquele que te agrada.
    É muito fácil ficar encantado com um vinho caro (as vezes até mais fácil se decepcionar), agora, ficar encantado com um barato é muito melhor!

    Abraço,
    Jorge.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s