Início » País de origem » Hungria » Muito Bom: Chateau Megyer Tokaji Aszú 3 Puttonyos 2006

Muito Bom: Chateau Megyer Tokaji Aszú 3 Puttonyos 2006

Tokaj Megyer

Eu nunca tinha bebido um Tokaji, esse foi meu primeiro e deixou uma bela primeira impressão.

Embora raramente beba, curto os vinhos botritizados. Já provei franceses de diferentes “appellations”, um australiano e até um uruguaio, mas nunca um Tokaji. O preço deles aqui no Brasil, pelo menos para mim, os torna proibitivos. Coube a Patrícia, que gosta muito de vinhos de sobremesa, trazer esse em sua bagagem de uma viagem aos EUA.

Não vou me ater ao processo de elaboração do Tokaji, pois há na internet em diferentes sites várias explicações melhores, considerando a que eu posso oferecer. Nem ao produtor deste, sobre o qual não encontrei tanta informação assim. Vou direto ao vinho.

Na taça apresentou um dourado bem bonito, límpido, transparente e reluzente, como se espera. Ao circular com o vinho na taça é possível notar que o vinho é mais denso, oleoso que o padrão de vinhos brancos – e até de sobremesa.

Os aromas são muito agradáveis, intensos e de boa complexidade, pudemos perceber damascos (frescos e secos), maracujá, cítricos (eu fiquei com laranja, mas a Patrícia quis limão), bastante mel, um tempero de eucalipto e eu diria cera de abelha (Patrícia achou que eu estava viajando).

A julgar pelos aromas, ricos e bem intensos, esperava mais dele na boca, de qualquer forma não há o que reclamar do vinho. Desde o primeiro gole chama atenção a acidez, marcando presença forte e tornando a doçura – que nem me pareceu tanta assim – nada enjoativa, há também uma mineralidade (eu disse algo metálico, mas novamente a Patrícia achou que eu estava viajando) que fecha o conjunto equilibrando tudo muito bem. Não é tão intenso quanto no nariz, mas continua sendo bastante rico, confirmando notas de mel (compota), damasco e frutas cítricas. É bem persistente ficando um gosto de uva passa branca e eucalipto no final de boca. Para fechar, diria que o vinho é de médio corpo a encorpado, apresentando boa evolução na taça.

Gostei muito desse Tokaji, achei o estilo diferente, possui sua peculiaridade em relação a Sauternes e outros botritizados. E olha que ele nem era um Tokaji dos mais “elaborados”. Fiquei curioso em relação a um de 5-6 puttonyos, terei que segurar a curiosidade até alguém, que eu possa pedir vinhos, viajar.

Resumo do vinho:

Nome: Chateau Megyer Tokaji Aszú 3 Puttonyos

Vinícola: Chateau Megyer

Região: Tokaj, Hungria

Teor alcoólico: 12%

Safra: 2006

Uva: não achei a informação

Preço: US$ 24,90

Comprado em (mês/ano): em viagem da Patrícia para os Estados Unidos (12/12)

Bebido com (data): Patrícia (31/03/2013)

Nota: 91/100.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Muito Bom: Chateau Megyer Tokaji Aszú 3 Puttonyos 2006

  1. Pingback: Tokaji Kereskedoház Aszú 5 Puttonyos 2004 | Contando Vinhos

  2. Boa tarde , sou novo no mundo dos vinhos gostaria de saber se já tomou o aurora colheita tardia , sei que é rude mas pode fazer uma comparação entre ele e o tokaji ? andei pesquisando e estou tentado a comprar esse tokaji . um abraço e bela materia.

    • Emerson,

      Já bebi sim o colheita tardia da Aurora, por coincidência eu e minha mulher gostávamos muito dele quando começamos a beber vinhos, mas faz tempo que não bebemos. Era um vinho razoável, que valia o seu preço. Tá aí um vinho para provar de novo um dia desses!

      Realmente é difícil comparar ele com o Tokaji, ainda mais que Tokaji varia bastante, dos late harvest aos 4, 5, 6 puttonyos, mas vamos lá:
      O Aurora seria um vinho mais simples, leve e refrescante.
      O Tokaji é um vinho mais complexo, com aromas amplos e intensos, mais denso e encorpado na boca, com forte acidez e aquela nota mineral típica dos botrytizados.

      Minha sugestão seria que você esperasse mais um pouco para comprar um Tokaji, pois são vinhos caros e de nada vale você gastar seu precioso dinheiro em algo que não vai lhe retornar em prazer de forma proporcional. Eu mesmo nunca comprei Tokaji aqui no Brasil, é muito caro. Recomendo que vá bebendo vinhos de sobremesa mais em conta, tem vários chilenos bons e com características bem diferentes do Aurora, e quando sentir que quer beber algo além, aí sim, vai no Tokaji!

      Algumas dicas de vinho de sobremesa aqui no blog:
      https://contandovinhos.wordpress.com/2015/01/07/tabali-reserva-late-harvest-muscat-2011/
      https://contandovinhos.wordpress.com/2014/06/05/real-companhia-velha-moscatel-do-douro/
      https://contandovinhos.wordpress.com/2014/05/25/justinos-madeira-doce/

      Abraço,
      Jorge.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s