Peru: Santiago Queirolo

Queirolo

Começo essa postagem da mesma maneira que a anterior: depois de um longo período de inatividade volto ao blog para continuar a contar sobre minha viagem ao Peru.

A outra vinícola que visitei no Vale de Ica foi a Santiago Queirolo, bodega que foi fundada pela família Queirolo em 1880, logo após imigrarem da Itália para o Peru em 1877. Em 1906 a bodega passou a produzir vinhos com rótulos próprios, mas foi só a partir de 2000 que a terceira geração da família decidiu por investir na elaboração de vinhos finos, comprando novos vinhedo no Vale de Ica, plantando uvas europeias e modernizando a vinícola.

Continuar lendo

Peru: Viña Tacama

logo_tacama

Depois de um longo período de inatividade volto ao blog para continuar a contar sobre minha viagem ao Peru.

A primeira das duas vinícolas que visitei no Vale de Ica foi a Viña Tacama, bodega que diz ter o vinhedo mais antigo da América do Sul, implantado no século XVI, por volta de 1540, com vinhas trazidas pelos espanhóis das Ilhas Canárias. Conta a história que foi a partir dessas vinhas que a cultura se espalhou pelo Chile e depois Argentina. Desde 1920 a bodega possui laços com a viticultura francesa, importando tonéis, máquinas, técnicos e vinhas, sendo a produção até hoje influenciada pelos diferentes consultores franceses contratados pela bodega ao longo dos anos.

Continuar lendo

Viagem ao Peru: panorama geral sobre o vinho e enoturismo

Bandeira Peru

Em janeiro deste ano viajei ao Peru e, como estive bem ocupado, passei todo esse tempo sem escrever sobre a viagem. Desde abril que não tenho conseguido dedicar ao blog a atenção que sempre tive e gostaria de continuar tendo. Agora, ao voltar a escrever, decidi priorizar os posts mais longos que eu tinha em fila, exatamente aqueles sobre viagens.

Continuar lendo

Um vinho da Síria! (#CBE junho de 2015)

Grand Vin De Syrie 2007

Enfim volto ao blog, por hora só para comparecer na Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE), mas em breve pretendo retornar a postar uma vez por dia ou dia sim, dia não.

Para esse mês de junho de 2015, o confrade Ewerton Cordeiro, do blog Vinhos de Minha Vida, sugeriu que provássemos “um vinho tinto de país que você nunca degustou harmonizado com um prato típico”. Caramba! Eu que gosto de provar tudo de diferente adorei! (Ewerton, vou ficar devendo a harmonização, desculpa, mas deixei uma boa sugestão no final do post).

Continuar lendo

Viapiana 250 Dias Brut Champenoise

1424130495

Interessante espumante produzido pela Viapiana no munícipio de Flores da Cunha na Serra Gaúcha, dentro da área abrangida pelo Indicação de Procedência (IP) Altos Montes. Foi produzido com a uva Riesling Itálico pelo método tradicional, passando por um período de 250 dias (algo em torno de 8 meses) em contato com as leveduras. Estava assim:

Continuar lendo